Com Serenzo, o estresse vai embora!

Serenzo™ (Nexira Health/França)
Nutracêutico que ajuda a diminuir os sintomas causados pelo estresse.
 
 
Nome científico: Citrus sinensis Extract
 
 
 
O estresse é uma reação do organismo (física e mental) a um esforço extremo ou importante. Em geral o estresse ativa processos hormonais e nervosos baseado em um estado de alerta,  o que explica o aumento do ritmo cardíaco.
As pessoas podem apresentar sintomas relacionados ao estresse de forma diferenciada, pois  a vulnerabilidade psicológica varia de acordo com a estrutura psíquica de cada indivíduo. Os sintomas mais comuns do estresse são ansiedade, depressão, irritabilidade, desordens gástricas, mudanças de humor, problemas do sono, dores musculares, entre outros.
Esses sintomas aparecem devido às situações recorrentes de estresse que induzem a um estado pró-inflamatório, resultando em disfunções endoteliais e contribuindo para manter o ciclo vicioso do estresse. Gradualmente, o estado inflamatório aumenta e modifica padrões não apenas fisiológicos, mas também psicológicos e comportamentais.
O ciclo vicioso do estresse caracteriza-se por uma inflamação no tecido dos vasos sanguíneos, sendo esse ciclo composto por quatro etapas.
              Etapa 1: O endotélio é o centro da reação inflamatória que é iniciada por uma expressão aumentada de citocinas (Fator de Necrose Tumoral: TNF-α)
              Etapa 2: o aumento da expressão do TNF-α ativa a expressão de moléculas de adesão, como a molécula de adesão intercelular-1 (ICAM-1). Essas moléculas estão amplamente envolvidas no processo inflamatório uma vez que recrutam leucócitos
              Etapa 3: Os leucócitos ativam a produção de citocinas (TNF-α) e a inflamação torna- se acentuada
              Etapa 4: Situações repetidas de estresse sustentam o processo inflamatório e  estudos científicos demonstram sua relação com mudanças comportamentais e psicológicas.
 
Situações como o estresse ativam também a produção e liberação de CRH pelo núcleo paraventricular hipotalâmico. Esse hormônio, ao atingir a hipófise, estimula a liberação de ACTH por esta glândula. O ACTH, por sua vez, ao atingir as glândulas adrenais, incita a produção e secreção de cortisol, hormônio que orquestra grande parte das respostas orgânicas associadas ao estresse.


 
Considerando estes fatores relacionados ao estresse, a Nexira Health desenvolveu o Serenzo™, ingrediente inovador que ajuda a lidar com o estresse naturalmente.

DEFINIÇÃO

O Serenzo™ é um ativo de origem natural e que apresenta certificados Ecocert e Kosher. Ele contem D-limoneno obtido a partir do Citrus sinensis (laranja). Esse composto bioativo é responsável pela fragrância característica dos cítricos e na aromaterapia Citrus sinensis é um óleo com propriedades calmante, relaxante e antiansiedade já conhecidas, bastante utilizado para o tratamento do estresse. Desta forma, a Nexira Health promoveu estudos para analisar a ação antiestresse de Serenzo™ e os resultados foram comprovados.

MECANISMO DE AÇÃO

Estudos científicos comprovam que Serenzo™ age de forma eficaz na diminuição de fatores negativos induzidos pelo estresse e com efeitos confirmados em estudos in vitro, in vivo e em humanos devido à ação combinada de duas etapas (Figura 2):
 
      Redução de fatores inflamatórios induzidos pelo estresse através da inibição da expressão de ICAM-1 (molécula de adesão)
 
      Redução dos sintomas gerados pelo estresse, como ansiedade, mudanças do humor, agressividade, desordens gástricas, problemas do sono e dores musculares
Dessa forma, Serenzo™ age tanto em nível fisiológico quanto comportamental.



AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA

Efeitos In Vitro do Serenzo™
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de Serenzo™ na expressão das moléculas de adesão (ICAM-1) que são ativadas pelo TNF-α e estão amplamente envolvidas no processo inflamatório.



    As condições de vida estressante induzem a um status pró-inflamatório difuso, que resulta em disfunção endotelial pelo aumento dos níveis circulantes de TNF-α
    Células endoteliais em cultura, quando instigadas por TNF-α, aumentaram a produção de ICAM-1 e iniciam o processo de disfunção endotelial. O uso de Serenzo™ aumentou portanto a expressão de ICAM-1 e controlou o processo inflamatório em células  endoteliais.



Figura 4. Gráfico do efeito da inibição da expressão de ICAM-1 do Serenzo™ em relação ao controle.
O resultado demonstra que o Serenzo™ inibiu a expressão de ICAM-1, reduzindo assim os fatores inflamatórios e contribuindo para limitar a resposta ao estresse.
 
Efeitos In Vivo do Serenzo™
1.    Efeito de Serenzo™ na redução dos sintomas do estresse e nas mudanças de humor induzidos por estresse.


Figura 5. Efeitos in vivo do Serenzo™, estudo realizado em ratos.

O objetivo deste estudo conduzido com ratos foi avaliar o efeito antiestresse de Serenzo™ nas funções motoras e na modulação do humor.
Foram utilizados 12 ratos da linhagem Wistar, pesando entre 175 e 200 g, divididos em dois grupos:
-  Grupo controle: tratamento via oral com óleo de milho (6 ratos);
-  Grupo Serenzo™: tratamento via oral com Serenzo™ a 50 mg/Kg (6 ratos).
Foi utilizado o Functional Observation Battery (FOB) para avaliar o efeito de Serenzo™ nas características comportamentais e funções neurológicas. Os ratos foram observados minutos após 180 minutos da administração via oral do óleo de milho (grupo controle) e de Serenzo™. Os animais tratados com Serenzo™, quando comparados ao grupo controle, demonstraram:
-  Melhora significativa na atividade locomotora;
-  Melhora significativa na reação à dor e ao estresse;
-  Melhorias relacionadas à agressividade e irritabilidade.
 


Figura 6. Gráfico da avaliação do efeito antiestresse de Serenzo™
 
 
O estudo confirmou que Serenzo™ induz a redução dos sintomas do estresse e ansiedade, redução da resposta à dor e aumento da atividade espontânea, ou seja, houve redução dos sintomas comportamentais relacionados ao estresse e melhora nos indicadores de bem-estar. Estes resultados confirmaram, em nível comportamental, o efeito antiestresse de Serenzo™  já comprovado no teste in vitro.

 
1.   Efeito de Serenzo™ em humanos



Figura 7. Efeitos in vivo do Serenzo™, estudo realizado em humanos.
 
 
Para confirmar as propriedades antiestresse do Serenzo™, a Nexira conduziu recentemente um estudo clínico com a participação de 40 voluntários com idades entre 18 e 60 anos, que apresentavam estresse crônico. A dose diária administrada foi de 500 mg de Serenzo™ durante 12 semanas. A eficácia foi avaliada através de questionários normativos do estresse: Symptom-Checklist-90-R (SCL – 90 – R), Escala de Ansiedade de Hamilton (HAM-A), Questionário do estresse percebido (PSQ 20) e Escala de Triagem de estresse crônico (SSCS). O questionário SCL – 90 – R fornece um perfil psicológico instantâneo dos voluntários. Esse questionário é dividido em 9 itens, 90 questões e é pontuado de acordo com o Índice de Gravidade Global.
A Escala de Ansiedade de Hamilton (HAM-A) é um instrumento utilizado para avaliar a gravidade da ansiedade. Esse questionário consiste em 14 itens baseado em sintomas e somatização.
A tolerabilidade ao Serenzo™ também foi analisada por uma avaliação global de tolerabilidade e o número de reações adversas.
Após 12 semanas, Serenzo™ reduziu de forma estatisticamente significativa de todas as pontuações dos questionários aplicados e confirmou sua excepcional propriedade antiestresse. Serenzo™ reduziu significativamente (53%) todos os 9 itens do SCL – 90 – R como a ansiedade, depressão, obsessão, somatização (Gráficos 3 e 4).
A redução do estresse foi confirmada através de outros dois questionários (Questionário do estresse percebido - Versão pequena e Escala de Triagem de estresse crônico).


Figura 8. Gráfico - resultados do questionário Symptom-Checklist-90-R



Figura 9. Gráfico - Itens selecionados e  avaliados
  
Serenzo™ reduziu em 50% os itens da Escala de Ansiedade de Hamilton (HAM-A) como preocupações e tensões (Gráfico 5). 95% dos pesquisadores e 87,5% dos voluntários consideram o Serenzo™ um ativo eficiente e a sua tolerabilidade é considerada excelente.



Gráfico 5. Resultados do questionário da Escala de Ansiedade de  Hamilton.

 
INDICAÇÕES E APLICAÇÕES

Serenzo™ é indicado para:
-  Reduzir fatores inflamatórios gerados pelo estresse;
-  Auxiliar na diminuição da resposta à dor;
-  Ajudar a reduzir desordens gástricas;
-  Modular o cortisol;
-  Ajudar a melhorar o sono, dores musculares, ansiedade, irritabilidade e mudanças de humor.
Sabe-se que uma das consequências da ansiedade é a compulsão alimentar. Serenzo™ reduz a ansiedade gerada pelo estresse, podendo assim ser utilizado como uma opção no tratamento da compulsão alimentar, auxiliando no processo de emagrecimento.

CONCENTRAÇÃO DE USO E RECOMENDAÇÕES FARMACÊUTICAS

A dosagem recomendada de Serenzo™ é de 500mg por dia.

PROPRIEDADES

·  Aspecto: pó microgranulado
·  Coloração: branco a amarelo
·  Odor: característico
·  Sabor: característico

SUGESTÃO DE FORMULAÇÃO

Efeito Antiestresse
SerenzoTM - 500mg
Posologia: Tomar uma cápsula ao dia.
 
Efeito anticompulsão
SerenzoTM - 250mg
Saffrin® - 88,25mg
Posologia: Administrar 2 cápsulas ao dia, uma hora antes das principais refeições.
 
 
Modulação do cortisol e redução da inflamação, compulsão por doces e carboidratos.
Saffrin® - 90mg
SerenzoTM - 250mg
Rhodiola rosea - 100mg
Fosfatidilserina - 100mg
Posologia: Administrar 1 dose pela manhã e a 1 dose no final do dia.
 
 
Ação antioxidante e redução dos marcadores inflamatórios do SNC.
SerenzoTM - 250mg
Resveravine - 2mg
Posologia: administrar 1 dose, 2 vezes ao dia.
 
 
Diminuição da ansiedade, estresse e distúrbio do sono.
SerenzoTM - 250mg
Saffrin® - 88mg
Griffonia simplicifolia - 20mg
Magnésio Quelado - 170mg
L-Theanina - 200mg
Posologia: administrar 1 dose, 2 vezes ao dia.

Literatura do fabricante – Nexira Health (França).
 
Esch, T. et al. Proinflammation: a common denominator or initiator of different pathophysiological disease processes. Med Sci Monit, 2002, May; 8(5):HY1-9.
O’Connor, I.C. et al. Interferon-gamma and tumor necrosis factor-alpha mediate the upregulation of indoleamine 2,3-dioxygenase and the induction of depressive-like behavior in mice in response to bacillus Calmette-Guerin. J Neurosci, 2009, Apr 1; 29(13): 4200-9.
Plante, G.F. Vascular response to stress in health and disease. Metabolism, 2002, Jun; 51 (6 Suppl 1): 25-30.
Punchard, N. and Paul, C. (2000). The endothelium and inflammation. Inflamm, Res. 49: 438- 440.
Ridger, V. (2008). Leukocytes-endothelium interactions with respect to the adhesion cascade. Biomedicine and pharmacotherapy, 62/8:504.

Localização
Al. Dr. Octávio Pinheiro Brisolla 11-29
Vila Universitária - CEP 17012-191
Bauru/SP

Responsáveis Técnicas
Luciana M. Maciel Trevizani - CRF 15.062
Pamella B. Watanabe Vilani - CRF 59.751